jusbrasil.com.br
24 de Janeiro de 2019
    Adicione tópicos

    Fifa reforça medidas contra interferência da Justiça Comum

    Publicado por Direito Desportivo
    há 9 anos

    A Fifa aumentou seus esforços para manter as disputas esportivas longe da Justiça comum, nesta quinta-feira, após os delegados no congresso anual da entidade terem decidido aumentar o rigor de seu estatuto.

    As associações aprovaram por 198 votos a três novas propostas que as obrigam a punir qualquer "liga, membro de liga, clube, membro de clube, jogador ou árbitro" que leve casos para tribunais civis, ignorando a esfera esportiva.

    O vice-presidente David Will reconheceu que o atual estatuto da Fifa já proibia esse tipo de ação, mas disse que as emendas no texto vão "reforçar e estabelecer as regras mais precisamente".

    Will acrescentou que a determinação da Fifa foi reforçada por um veredicto a seu favor da Corte Federal da Suíça, que em janeiro rejeitou uma ação civil contra a Fifa iniciada pelo clube espanhol Rayo Vallecano.

    Outras quatro medidas recomendadas pelo comitê-executivo da Fifa foram aprovadas confortavelmente pelo congresso, incluindo uma determinação para que os comitês nacionais de arbitragem sejam submetidos às associações nacionais e uma mudança no estatuto da Fifa para adequar-se ao Código Mundial Antidoping".


    0 Comentários

    Faça um comentário construtivo para esse documento.

    Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)